Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

O Nordeste também joga futebol: a Copa do Mundo e a identidade regional no Nordeste brasileiro

Courtney Campbell

Resumo


Este artigo examina como as ideias relativas à identidade regional circularam em discussões sobre a Copa do Mundo. Primeiro, apresenta preparações e discussões em torno da partida entre Chile e Estados Unidos em Recife, em 1950. Em seguida, analisa a atenção dada ao torneio por intelectuais e artistas regionais, como músicos, ceramistas, poetas e escritores de literatura de cordel. Esta análise mostra que o futebol do Mundial fornece um espaço no qual os termos da identidade regional (e nacional) foram contestados e debatidos, enfatizando a multivalência do discurso regional.


Palavras-chave


Futebol; Identidade regional; Arte popular; Copa do Mundo de 1950.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz de. Falas da astúcia e de angústia: a seca no imaginário nordestino, de problema á solução (1877-1922). 1987. Dissertation (M.A. in History) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1987.

ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz de. A invenção do nordeste e outras artes. 4th ed. São Paulo: Cortez, 2009.

ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz. The Invention of the Brazilian Northeast. Translation: Jerry Dennis Metz. Durham: Duke University Press, 2014. 296 p. Original title: A invenção do Nordeste e outras artes. ISBN-13, 978-8524914850.

ANDERSON, Benedict. Imagined Communities. New York: Verso, 2006.

ARGUS. Tópico do dia. Diário da Manhã, Hemeroteca, Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, Recife, Pernambuco,sec. 2, 2 jun. 1950.

BARRETO, Túlio Velho. Dossiê 1958: Futebol e identidade nacional. Continente multicultural, Recife, Pernambuco, 15 jan. 2008, p. 20 - 23.

BIVAR, Fernando Caldas. Coração rubro-negro. Recife: FASA, 2008.

BLAKE, Stanley. The Vigorous Core of Our Nationality: Race and Regional Identity in Northeastern Brazil. Pittsburgh: University of Pittsburgh Press, 2011.

BOCKETTI, Gregg. Invention of the Beautiful Game: Football and the Making of Modern Brazil. Gainesville: University of Florida Press, 2016.

BORGES, José Francisco. Brasil 4x1 trí campeão. 1970. 8 f. Printed on paper.

BUCKLEY, Eve Elizabeth. Drought in the sertão as a natural or social phenomenon: establishing the Inspetoria Federal de Obras Contra as Secas, 1909-1923. Boletim Museu Paraense Emílio Goeldi Ciências Humanas, Belém, v. 5, n. 2,p. 379-398, 2010.

CAMPBELL, Courtney J. The Brazilian Northeast, Inside Out: Region, Nation, and Globalization (1926-1968). 2014. PhD Dissertation (PhD in History) – Graduate School of Vanderbilt University, Vanderbilt University, Nashville, 2014.

CURRAN, Mark J. La literatura de cordel brasileña: antología bilingûe. Madrid:Orígenes, 1991.

D’ALMEIDA FILHO, Manoel. A vitória do Brasil na VI Copa do Mundo. 1958. 12 f. Printed on paper.

DAMO, Arlei Sander. Ah! Eu Sou Gaúcho. Revista Estudos Históricos, v. 13, n. 23, p. 87-118, 1999.

DORNELAS, Ary. Auspiciosa campanha social no Esporte Clube do Recife. Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem. Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco. 28 fev. 1950.

FERREIRA, Ascenso. Como polpa de ingá maduro: poesia reunida de Ascenso Ferreira. Recife: Companhia Editora de Pernambuco, 2016.

FERREIRA, Joca de Lira. 1950. Apêlo aos rubro-negros. Diário da Manhã, Hemeroteca, Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, Recife, Pernambuco, sec. 2, 1 jun. 1950.

FILHO, Mario. O Negro no Futebol Brasileiro. Rio de Janeiro: Mauad Editora Ltda, 2010.

FREYRE, Gilberto. Foot-ball mulato. Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco, 17 jun. 1938.

FREYRE, Gilberto. Prefácio à 1a edição. In: FREYRE, Gilberto (org.). Nordeste: aspectos da influência da cana sôbre a vida e a paisagem do Nordeste do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1961. p. 24-26.

GOMES, José. O Brasil na Copa do Mundo. 1958. 12 f. Printed on paper.

HELAL, Ronaldo. A lei, a ordem e o espetáculo: reflexões sobre a organização do futebol brasileiro. Cultura vozes, v. 92, n. 2, p.88-103, 1998.

HOBSBAWM, Eric J. Nations and Nationalism since 1780: Programme, Myth, Reality. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Anuário estatístico do Brasil, ANO XI - 1950. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/20/aeb_1950.pdf. Acesso em: 22 jan. 2014.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Anuário estatístico do Brasil, Ano XI - 1951. Rio de Janeiro: Serviço Gráfico do Instituto de Geografia e Estatística.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas históricas do Brasil: séries econômicas, demográficas e sociais de 1550 a 1988. 2 ed. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografa e Estatística, 1990.

KLINTOWITZ, Jacob. 1968. Aldemir Martines: Natureza a Traços e Cores. [s.l.]: Valoart.

LOMNITZ-ADLER, Claudio. Nationalism as a Practical System: Benedict Anderson’s Theory of Nationalism from the Vantage Point of Spanish America. In: CENTENO, Miguel Angel; LÓPEZ-ALVES, Fernando (orgs.). The Other Mirror: Grand Theory through the Lens of Latin America.. Princeton: Princeton University Press, 2001. p. 329-260.

LOPES, José Sergio Leite. Fútbol y clases populares en Brasil. Color, clase e identidade através del deporte. Nueva Sociedad, n. 154, p. 124-46, 1998.

LOPES, José Sergio Leite. Class, Ethnicity and Color in the Making of Brazilian Football. Daedalus, v. 129, n. 2, p. 239-70, 2000.

MACIEL, Artur. Tirando o chapéu. Diário da Manhã, Hemeroteca, Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, Recife, Pernambuco, 26 mar. 1950.

MARANHÃO, Tiago J. 2019. “Let the Aryanists Know! Brazilian Race and Nation in the 1938 France World Cup.” Soccer & Society, 16 Oct. 2019. Available online at: https://doi.org/10.1080/14660970.2019.1680492. Accessed 20 October 2019.

MARTINS, Aldemir. Pelé. 1966. 1 quadro, óleo sobre tela, 130 x 165 cm. Coleção Pinacoteca do Estado de Ceará.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Para que serve o futebol? In: MEIHY, José Carlos Sebe Bom; WITTER, José Sebastião (orgs.). Futebol e cultura: coletânea de estúdios. São Paulo: IMESP/DAESP, 1982. p. 11-19.

MELO, Veríssimo de. Origens da literatura de cordel. Tempo universitário, v. 1, n. 1, p. 41-47, 1976.

NETO, João Cabral do Melo. Museu de tudo e depois. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1988.

OLIVEN, Ruben George. O nacional e o regional na construção da identidade brasileira. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 1, n. 2, p. 68-74, 1986.

OLIVEN, Ruben George. A parte e o todo: a diversidade cultural no Brasil-nação. Petrópolis: Vozes, 1992.

PAASI, Anssi. Regions Are Social Constructs, but Who or What `Constructs’ Them? Agency in Question. Environment and Planning A, v. 42, p. 2296-2301.

UM a um (1x1). Intérprete: Jackson do Pandeiro. Compositor: Jackson do Pandeiro. Rio de Janeiro: Copacabana, 1954. Acessado como Mp3. 5.234-a, Arquivo Nirez, Fortaleza, Ceará.

PAULA, Francisco Firmino de. O Brasil Campeão do mundo. 1958. 12 f. Printed on paper.

PEREIRA, Laudenor. Campeonato do mundo. Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco.27 abr. 1950a.

PEREIRA, Laudenor. Onde estão os deportistas. Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco, 28 abr. 1950b.

PINHEIRO, W. Brasil tri-campeão, toda história da taça que é nossa pra sempre. Natal: Clima, 1970.

PINHO, Nilson Sabino. Brilhante exibição dos andinos. Diário da Manhã, Hemeroteca, Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, Recife, Pernambuco, sec. 2, 4 jul. 1950.

RÊGO, José Lins do. O esfôrço do Sport Clube, de Pernambuco. Diário da Manhã, Hemeroteca, Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano, Recife, Pernambuco, sec. 2, 8 jun. 1950.

RENAN, Ernest. Qu’est-ce qu’une nation? 12a ed. Paris: Calmann Lévy, 1882.

RODRIGUES, Viriato. Uma campanha e tanto ... Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco, 2 mar. 1950a.

RODRIGUES, Viriato. O Esporte Clube do Recife e as suas realizações em andamento. Diário de Pernambuco, Setor Microfilmagem, Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Pernambuco, 4 abr. 1950b.

ROSA. n.d. Jogador de futebol. 1 escultura, cerâmica. Coleção do Museu do Homem do Nordeste.

SANTOS, Manoel Heleno Rodrigues dos. Memória Rubra-Negro (1905-1955): Sport Club Recife “Cinquenta anos de glória.” Vol. 1. Recife: M. Inojosa, 1985.

SERRES, Michel. Hermes: Literature, Science, Philosophy. Baltimore: John Hopkins University Press, 1982.

SILVA, Minelvino Francisco. Um futibol na cidade dos pássaros. s.d. 12 f. Printed on paper.

SLATER, Candace. Stories on a String: The Brazilian Literatura de Cordel. Berkeley: University of California Press, 1982.

SOARES, José. O futebol no inferno: a melhor de três. s.d. 12 f. Printed on paper.

SOUZA, Tarik de. Jackson do Pandeiro. In: SOUZA, Tarik (org.). A música brasileira deste século por seus autores e intérpretes, São Paulo: SESC, 2000. p. 117-133.

WEINSTEIN, Barbara. Brazilian Regionalism. Latin American Research Review, v. 17, n. 2, p. 262-276, 1982.

WEINSTEIN, Barbara. The Color of Modernity: São Paulo and the Making of Race and Nation in Brazil. Durham and London: Duke University Press, 2015.




Direitos autorais 2019 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br