Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Explorando os potenciais da história digital: a experiência do Centro de Documentação e Imagem da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – campus de Nova Iguaçu

Felipe Augusto dos Santos Ribeiro, Jean Rodrigues Sales, Alvaro Pereira do Nascimento, Alexandre Fortes

Resumo


Este artigo analisa as perspectivas abertas pela história digital para a renovação da produção historiográfica a partir da experiência do Centro de Documentação e Imagem (Cedim) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Destaca a contribuição da disponibilização de acervos digitais para a autoestima coletiva dos moradores da Baixada Fluminense, superando os estigmas tradicionalmente associados à região, como no caso da documentação da Cúria Metropolitana de Nova Iguaçu, de grande relevância para o estudo dos movimentos sociais locais. Por fim, analisa o Cedim como locus de cooperação entre historiadores e cientistas da computação, que originou o Mestrado em Humanidades Digitais da UFRRJ


Palavras-chave


História digital; Centro de Documentação; Baixada Fluminense; Diocese de Nova Iguaçu; Movimentos sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, J. C. S. Dos barões ao extermínio: uma história da violência na Baixada Fluminense. Duque de Caxias: APPH-Clio, 2003.

BELOCH, I. Capa preta e Lurdinha: Tenório Cavalcanti e o povo da Baixada. Rio de Janeiro: Record, 1986.

BEZERRA, L. A. A família Beija-Flor. 2010. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.

BOLICK, C. M. Digital archives: democratizing the doing of history. International Journal of Social Education, v. 21, n. 1, p. 122-134, primavera-verão 2006.

BRÜGGER, N. The archived web: doing history in the digital age. Cambridge, Mass./Londres: The MIT Press, 2018.

CANTALEJO, M. H. de S. O município de Duque de Caxias e a ditadura militar: 1964-1985. 2008. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

CARVALHO, M. S. M. A greve da Bayer Belford Roxo: ascensão e crise de uma indústria multinacional na Baixada Fluminense (1958-1989). 2015. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2015.

COHEN, D. J.; ROSENZWEIG, R. Digital history: a guide to gathering, preserving, and presenting the past on the web. Filadélfia: University of Pennsylvania Press, 2006.

COSTA, P. A. Duque de Caxias: de cidade dormitório à cidade do refino do petróleo, entre o início dos anos 1950 e o início dos anos 1970. 2009. Tese (Doutorado em História), Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2009.

FLÓREZ, J. A. M. Historia digital: la memoria en el archivo infinito. Historia Critica, Bogotá, n. 43, p. 82-103, jan./abr. 2011.

GALLINI, S.; NOIRET, S. La historia digital en la era del web 2.0: introducción al dossier Historia digital. Historia Critica, Bogotá, n. 43, p. 16-37, jan./abr. 2011.

GEIGER, P. P.; SANTOS, R. L. Notas sôbre a evolução da ocupação humana na Baixada Fluminense. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, ano 26, n. 3. jul./set. 1954.

GOMES, A. Religião e política: construção da memória de Dom Adriano Hypólito. 2012. Dissertação (Mestrado), Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

GRYNSZPAN, M. Mobilização camponesa e competição política no estado do Rio de Janeiro (1950-1964). 1987. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1987.

______. Os idiomas da patronagem: um estudo da trajetória de Tenório Cavalcanti. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, n. 14, 1990.

GULDI, J.; ARMITAGE, D. The history manifesto. Cambridge: Cambridge University Press, 2014.

HIMMELFARB, G. H. A neo-luddite reflects on the internet. The Chronicle of Higher Education, nov. 1, 1996. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2019.

KELLY, T. M. Teaching history in the digital age. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 2013.

MANNING, P. Big data in history. Londres: Palgrave Macmillan, 2013.

MENDONÇA, C. B. “Família Compactor”: a trajetória da cia. de canetas Compactor e a relação com os trabalhadores no processo de industrialização de Nova Iguaçu nos anos 1950, 1960 e 1970. 2017. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2017.

PEREIRA, W. Cana, café e laranja: história econômica de Nova Iguaçu. Rio de Janeiro: FGV, 1977.

PINHEIRO JR., J. da M. A formação do PT na Baixada Fluminense: um estudo sobre Nova Iguaçu e Duque de Caxias. 2007. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

PONS, A. “Guardar como”: la historia y las fuentes digitales. Historia Critica, Bogotá, n. 43, p. 38-61, jan./abr. 2011.

RALSTON, T. A. Social change and populist politics in Brazil: the Baixada Fluminense and the legendary Tenorio Cavalcanti, 1945-1964. 2013. Tese (Doutorado em História), Universidade do Arizona, Arizona (EUA), 2013.

RAMALHO, J. R. Estado-patrão e luta operária: o caso FNM. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

RIBEIRO, A. M. Todo comunista tem de ir aonde o povo está: as experiências de inserção política da Ala Vermelha na Baixada Fluminense (RJ) na década de 1970. 2013. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2013.

RIBEIRO, F. A foice, o martelo e outras ferramentas de ação política: os trabalhadores rurais e têxteis de Magé/RJ (1956-1973). 2015. Tese (Doutorado em História), Fundação Getulio Vargas, Rio de Janeiro, 2015.

RODRIGUES, A. O. De Maxambomba a Nova Iguaçu (1833-90’s): economia e território em processo. 2006. Dissertação (Mestrado em Planejamento Urbano e Regional), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

SALES, J.; FORTES, A. (Org.). A Baixada Fluminense e a ditadura militar: movimentos sociais, repressão e poder local. Curitiba: Prismas, 2016.

SERAFIM, A. A Missa da Unidade entre faixas e crucifixos: hierarquia e política na Diocese de Nova Iguaçu (1982). 2014. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2014.

SILVA, C. A. de S. e. A virtude dos sacrifícios versus a ciência das transações: Tenório Cavalcanti e o campo político do Rio de Janeiro. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Sociais), Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

SILVA, G. do N. Um atentado à paixão do povo: fé e política na evangelização da Diocese de Nova Iguaçu nas décadas de 1960 e 1970. 2014. Dissertação (Mestrado em História), Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

SILVA, L. Baixada Fluminense como vazio demográfico?: população e território no antigo município de Iguaçu (1890/1910). Revista Brasileira de Estudos Populacionais, Belo Horizonte, v. 34, n. 2, maio/ago. 2017.

SILVA, P. Origem e trajetória do Movimento de Amigos de Bairro em Nova Iguaçu. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação), Fundação Getulio Vargas, Rio de Janeiro, 2004.

SIMÕES, M. R. A cidade estilhaçada: reestruturação econômica e emancipações municipais na Baixada Fluminense. 2006. Tese (Doutorado em Geografia), Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006.

SOARES, M. T. de S. Nova Iguaçu: absorção de uma célula urbana pelo grande Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, ano 24, n. 2, abr./jun. 1962.

SÓTENOS, A. F. O surgimento do Movimento Amigos de Bairros no Rio de Janeiro e a comunidade de informações no período de distensão política (1974-1985). 2013. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

SOUZA, S. M. de. Da laranja ao lote: transformações sociais em Nova Iguaçu. 1992. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1992.

VERLY, C. Aluno da UFRRJ inova e faz sucesso com sua página “História no Paint”. Rural Semanal, abr. 2019. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2019.




Direitos autorais 2020 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br