Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

“A cidade foi repartida e nós não fomos convidados”: ação coletiva e a construção de uma noção de cidade no Coletivo Debaixo.

Jonatha Vasconcelos Santos, Wilson José Ferreira de Oliveira

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de analisar o processo de construção de uma noção de cidade pelo Coletivo Debaixo e sua atuação em torno da pauta do “direito à cidade” entre os anos de 2013 e 2016 na cidade de Aracaju. Para isso, analisamos os fanzines publicados pelo coletivo para a difusão da causa do “direito à cidade”. Nesse sentido, o trabalho demonstra o processo de tradução local elaborado pelo Coletivo em torno da ideia de uma cidade enquanto problema social e um espaço político cuja disputa pode ser através do uso da ocupação cultural.


Palavras-chave


coletivo, direito à cidade, ocupação cultural, movimentos sociais

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, A. As teorias dos movimentos sociais: um balanço do debate. Lua Nova, São Paulo, n. 76, n.1, 2009.

BENFORD, R. D. An insider’s critique of the social movement framing perspective. Sociological inquiry, Austin, vol. 67, n. 4, 1997.

_______________; SNOW, D. A. Framing processes and social movements: an overview and assessment. Annual review of sociology, vol. 26, n.1, 2000.

CEFAÏ, D. Introduction générale. Porquoi se mobilise-t-on? Les théories de l’action collective. Paris: La Découverte, 2007.

_________. Como nos mobilizamos? A contribuição de uma abordagem pragmatista para a sociologia da ação coletiva. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, 2009.

COMBES, H.; GARIBAY, D; GOIRAND, C. Les lieux de la colère. Occuper l’espace pour contester, de Madrid à Sanna. Paris: Karthala, 2016.

DECHEZELLES, S.; OLIVE, M. Les mouvements d'occupation: agir, protester, critique. Politix. Paris, vol. 30, n. 117, 2017.

DIANI, M. The concept of social movement. The sociological review, Londres, vol. 40, n. 1, 1992.

DIANI, M.; DELLA PORTA, D. Social movements: an introduction. Oxford: Blackwell Publishing, 2006.

GOHN, M. da G. Teoria dos movimentos sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

JASPER, J. M. Protesto: uma introdução aos movimentos sociais. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2016.

_____________. Social movement theory today: toward a theory of action? Sociology compass, Oxford, vol. 4, n. 11, 2010.

_________. GOODWIN, J. Caugh in a widing, snarling vine: the structural bias of political process theory. Sociological Forum, Nova Iorque, vol. 14, n. 1, 1999.

MARICATO, E. Cidades rebeldes: Passe Livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo, 2013.

MATHIEU, L. Rapport au politique, dimensions cognitives et perspectives pragmatiques dans l’analyse des mouvements sociaux. Revue Française de Science Politique, Paris, vol. 52, n. 1, 2002.

OLIVEIRA, W. J. F de. Posição de Classe, Redes e Carreiras Militantes. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 3, 2010.

_________________. “A Arte de Resisistir às Palavras”: inserção social, engajamento político e militância múltipla. In: SEIDL, E.; GRILL, I. G. (Org.). As ciências sociais e os espaços da política no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2013.

_________________. Antropologia, política e etnografia: entre fronteiras disciplinares e problemas empíricos. In: PERISSINOTTO, R.; CODATO, A. N. (Org.). Como estudar elites. 1. ed. Curitiba: Editora UFPR, 2015, p. 187-214.

SILVA, M. K.; COTANDA, F. C.; PEREIRA, M. M. Interpretação e ação coletiva: o “enquadramento interpretativo” no estudo de movimentos sociais. Revista de sociologia e política, Curitiba, vol. 25, n. 61, 2017.

Quatro homens são detidos durante manifestação em Aracaju. G1 Sergipe, Aracaju, jul. 2013. Disponível em . Acesso em: 20 abr. 2016.

PRATA, L. A força que vem debaixo. Redbull Amaphiko. Brasil, set. 2015. Disponível em . Acesso em: 20 mai. 2016.




Direitos autorais 2018 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br