Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Associativismo feminino e participação política: um estudo sobre as bases sociais de apoio à Ditadura Militar em Curitiba (1964-1985)

Reginaldo Cerqueira Sousa

Resumo


O presente artigo analisa as bases sociais de apoio à Ditadura Militar no Brasil (1964-1985). Partiu da hipótese de que a Ditadura foi possível porque encontrou grupos e indivíduos dispostos a colaborar com o poder estabelecido, a partir de 1964. O estudo deu ênfase à participação política das mulheres organizadas em associações femininas de caráter religioso, cultural e cívico. Importante atuação foi a da União Cívica Feminina Paranaense na preparação e articulação das mulheres a favor da intervenção das Forças Armadas. Realizaram atividades cívicas com o objetivo de fortalecer a ideia da presença dos militares como necessária para a manutenção da ordem e da preservação dos valores morais e cristãos.


Palavras-chave


Associativismo Feminino. Ditadura Militar. Civismo.

Texto completo:

PDF

Referências


CARDOSO, Lucileide Costa. Construindo a memória do regime de 64. Revista Brasileira de História, v. 14, n. 27, p. 179-196. 1994.

CORDEIRO, Janaina Martins. Direitas em movimento: a campanha da mulher pela democracia e a ditadura no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009.

COSTA, Suely. Gênero e História. In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel (Orgs.). Ensino de história: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

FALCON, Francisco. História e poder. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo (Orgs.). Domínios da história: ensaios de teoria e de metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

KEHL, Maria Rita. Tortura e sintoma social. In: TELLES, Edson; SAFATLE, Vladimir (Orgs.). O que resta da ditadura: a exceção brasileira. São Paulo: Boitempo, 2010.

LENHARO, Alcir. Sacralização da política. Campinas: Papirus, 1986.

MARTINS, Ana Paula Vosne. Bondade, substantivo feminino: esboço para uma história da benevolência e da feminilização da bondade. História: Questões & Debates, Curitiba, n. 59, p. 143-170, jul./dez. 2013. Editora UFPR.

MARTINS, Ana Paula Vosne. Disciplina e piedade: o movimento feminino católico brasileiro no começo do século XX. RBHR. ANPUH, Ano IX, n. 26, Setembro/Dezembro de 2016, p. 185-207.

NAPOLITANO, Marcos. 1964: história do regime militar brasileiro. São Paulo: Contexto, 2014.

OLIVEIRA, Marcus Roberto de. A ofensiva conservadora na crise do populismo brasileiro: uma análise da coalizão anti-Goulart em Curitiba-PR (1961-1964). Dissertação de Mestrado. 78f. Departamento de Ciências Sociais. Universidade Federal do Paraná. Curitiba. Maio de 2004.

PRESOT, Aline. Celebrando a “Revolução”: as Marchas da Família com Deus pela Liberdade e o Golpe de 1964. In: ROLLEMBERG, Denise; QUADRAT, Samantha Viz (Orgs.). A construção social dos regimes autoritários: Brasil e América Latina, volume II. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

RODEGHERO, Carla Simone. A Anistia de 1979 e seus significados, ontem e hoje. . In: REIS, Daniel Aarão; RIDENTE, Marcelo; MOTTA, Rodrigo Patto Sá (Orgs.). A ditadura que mudou o Brasil: 50 anos do golpe de 1964. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

ROLLEMBERG, Denise; QUADRAT, Samantha Viz (Orgs.). A construção social dos regimes autoritários: Brasil e América Latina, volume II. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

SCOTT, Joan. História das mulheres. In: BURKE, Peter (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: UNESP, 1992.

SEIXAS, Larissa Selhorst. “O feminismo no bom sentido”: o Centro Paranaense Feminino de Cultura e o lugar das mulheres no mundo público (Curitiba, 1933-1958). 141p. Dissertação (Mestrado em História), Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2011.

SIMÕES, Solange de Deus. Deus, Pátria e Família: as mulheres no golpe de 1964. Petrópolis: Vozes, 1985.




Direitos autorais 2018 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br