Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Casa dos Açores de São Paulo: imigração, associativismo e religiosidade

Elis Regina Barbosa Angelo, Maria Izilda Santos de Matos

Resumo


Estes escritos buscam refletir sobre a experiência associativa dos imigrantes açorianos na cidade de São Paulo, observando a fundação da Casa dos Açores de São Paulo - CASP, sua historicidade, práticas cotidianas, recreativas e assistenciais, atentando às ações voltadas para a manutenção das tradições, com destaque para a Festa do Divino Espírito Santo.

 


Palavras-chave


Casa dos Açores de São Paulo, imigração, associativismo, sujeitos históricos.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Martha. O Império do Divino: Festas Religiosas e Cultura Popular no Rio de Janeiro, 1830-1900. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; São Paulo: FAPESP, 1999.

ANDERSON, Benedict. Nação e consciência nacional. Rio de Janeiro: Ática, 2008.

ANGELO, Elis Regina Barbosa; MATOS, Maria Izilda Santos de. Imigrantes açorianos em São Paulo: tempos, tradições e transformações. In: MATOS, Maria Izilda Santos de; SOUSA, Fernando de; HECKER, Alexandre (Orgs.). Deslocamentos & Histórias: os portugueses. Bauru: EDUSC, 2008, p.259-272.

ANGELO, Elis Regina Barbosa. As celebrações do Divino Espírito Santo: um elo entre Brasil e Açores nas relações de tradição e (res)significação da cultura. In: MEDEIROS, Lená Menezes de; SOUSA, Fernando (Orgs.). Brasil-Portugal - Pontes sobre o Atlântico - Múltiplos olhares sobre a e/imigração. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2017.

BERGER, P. O rumor dos anjos: sociedade moderna e a descoberta do sobrenatural. Petrópolis: Vozes, 1973.

BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: lembrança de velhos. São Paulo: T. A. Queiroz/ Edusp, 1987.

CASA DOS AÇORES DE SÃO PAULO. Estatuto da Casa dos Açores de São Paulo. São Paulo, 1995. Disponível em: . Acesso em: 13/04/2017.

CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: 1 - Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2008.

CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES. São Paulo. s/d. Disponível em: . Acesso em: 13/04/2017.

DIÁRIO DA LAGOA. Governo dos Açores assinala Dia Internacional dos Migrantes. Açores, Gabinente de Apoio à Comunicação Social - Presidência do Governo Regional dos Açores, 16 dez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 22/01/2018.

FLORES, Maria Bernadete. Povoadores da Fronteira: os casais açorianos rumo ao Sul do Brasil. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2000.

FORTES, Alexandre. Da solidariedade à assistência: estratégias organizativas e mutualidade no movimento operário de Porto Alegre na primeira metade do século XX. Cadernos AEL - Sociedades Operárias e Mutualismo, Campinas, ed. 10/11, vol. 6, 1999.

FREITAS, Afonso Antonio de. Tradições e reminiscências paulistanas (1868-1930). Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1985.

FREITAS, Sônia Maria de. Presença portuguesa em São Paulo. São Paulo: Imprensa Oficial, Memorial do Imigrante, 2006.

GARCIA, Sylvia Gemignani. Cultura, dominação e sujeitos sociais. Tempo Social - Revista de Sociologia da USP, São Paulo, vol. 8, n. 2, p.159-176, out./1996.

GARDEN, Maurice. Histoire de la rue. Pouvoirs - Revue française d’études constitutionnelles et politiques, Paris, n. 116, jan. 2006, p.5-17. Disponível em: . Acesso em: 17/10/2016.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

JURKEVICS, Vera Irene. Festas religiosas: a materialidade da fé. História: Questões & Debates, Curitiba, n. 43, 2005.

LUCA, Tânia Regina de. As sociedades de socorros mútuos italianas em São Paulo. In: BONI, Luis A. de (Org.). A presença italiana no Brasil. Vol. II. Porto Alegre: Fondazione Giovanni Agnelli, 1990.

MATOS, M. Izilda S. Portugueses: deslocamentos, experiências e cotidiano - São Paulo séculos XIX e XX. Bauru: EDUSC, 2013.

NEMÉSIO, V. Açorianidade.  Insula, Barcelona, n. 7-8, jul.-ago./1932.

NOGUEIRA, Ana Maria de Mora. Como Nossos Pais - uma história da memória da imigração portuguesa em Niterói, 1900/1950. Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1998.

NORA, Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, vol. 10, 1993, p. 7-28.

OLIVEIRA, Antonio Henrique Seixas de. Associações e casas regionais portuguesas na cidade do Rio de Janeiro - lugares de memória. Anais do Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades, Salvador, n. 3, vol. 6, 2014, p. 50-66. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2017.

RAMELLA, Franco. “Por un uso fuerte del concepto de red en los estudios migratórios”. In: BJERG, María; OTERO, Hernán (Comp.). Inmigración y redes sociales en la Argentina moderna. Tandil: CEMLA - IEHS, 1995, p. 9-21.

ROCHA-TRINDADE, Maria Beatriz. Associativismo em contexto migratório. Revista Migrações, Lisboa, n. 6, abr./2010, p. 39-58.

ROLNIK, R. História urbana: história na cidade. In: FERNANDES, A.; GOMES, M. A. (Orgs.). Cidade e história: modernização das cidades brasileiras nos séculos XIX e XX. Salvador: Faculdade de Arquitetura da UFBA, 1992.

SCOTT, W. R. Institutions and organizations: ideas and interests. Los Angeles: Sage Publications, 2008.

SEYFERTH, Giralda. Imigração e Cultura no Brasil. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1990.

SOUSA, Roberto Ribeiro de. Representações geográficas de identidades: o caso das casas regionais de origem portuguesa no Rio de Janeiro - RJ. Anais do Simpósio Nacional sobre Geografia, Percepção e Cognição do Meio Ambiente, Londrina, Universidade Estadual de Londrina, 2005.

TILLY, Charles. “Transplanted Networks”. In: YANS-MCLAUGHLIN, Virginia (Ed.). Immigration Reconsidered - History, Sociology and Politics. Oxford: Oxford University Press, 1990, p. 79-95.

TRUZZI, Oswaldo. “Redes em processos migratórios”. Tempo Social, São Paulo, vol. 20, 2008, p. 199-218.

WERNET, A. A Igreja paulista no século XIX: a reforma de D. Antonio Joaquim de Melo (1851-1861). São Paulo: Ática, 1987.




Direitos autorais 2018 Revista Estudos Históricos

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br