Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Nas tramas do cotidiano: experiências de jovens e mulheres trabalhadoras na indústria têxtil de Blumenau (1958-1968)

Cristina Ferreira

Resumo


Este artigo intenciona problematizar as relações entre norma e prática de jovens e mulheres trabalhadores da indústria têxtil de Blumenau, com ênfase na dimensão do cotidiano, repleto de estratégias criativas de atuação no mundo do trabalho. Em um universo de constantes trocas de experiência, a ênfase recaía sobre o trabalho diário e a elaboração de códigos de solidariedade, com atitudes sutis de inversão da ordem disciplinar: consumo de doces no setor de produção, uso de caixas e equipamentos para construir uma área de conversas e brincadeiras durante o expediente, além da criação de gestos que indicavam a presença de mestres e contramestres.


Palavras-chave


jovens; mulheres; trabalhadores; indústria têxtil; cotidiano; Blumenau.

Texto completo:

PDF

Referências


DUARTE, Adriano. Cultura popular e cultura política no após-guerra: redemocratização, populismo e desenvolvimentismo no bairro da Mooca, 1942-1973. Tese (Doutorado em História), Campinas, Unicamp, 2002.

ELIAS, Norbert. On the concept of everyday life. In: GOUDSBLOM, Johan & MENNELL, Stephen (org.). The Norbert Elias reader: a biographical selection. Malden: Blackwell, 1998.

FERREIRA, Cristina. Nas malhas da história: sociabilidade e política no cotidiano dos trabalhadores têxteis de Blumenau. Tese (Doutorado em História), Campinas, Unicamp, 2015.

JAMES, Daniel. Contos narrados nas fronteiras: a história de dona Maria, história oral e questões de gênero. In: BATALHA, Claudio H. M.; SILVA, Fernando Teixeira da & FORTES, Alexandre (org.). Culturas de classe: identidade e diversidade na formação do operariado. Campinas: Editora da Unicamp, 2004.

KIRK, Neville. Cultura: costume, comercialização e classe. In: BATALHA, Claudio H. M.; SILVA, Fernando Teixeira da & FORTES, Alexandre (org.). Culturas de classe: identidade e diversidade na formação do operariado. Campinas: Editora da Unicamp, 2004.

LOPES, José Sergio Leite. A tecelagem dos conflitos de classe na “cidade das chaminés”. São Paulo: Marco Zero/ Universidade de Brasília, 1988.

LÜDTKE, Alf. The History of Everyday Life: Reconstructing Historical Experiences and Way of Life. Princeton: Princeton University Press, 1995, p. 198-251.

MAMIGONIAN, Armen. Estudo geográfico das indústrias de Blumenau. In: Separata da Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Conselho Nacional de Geografia, 1966.

PENA, Maria Valéria Junho. Mulheres e trabalhadoras: presença feminina na constituição do sistema fabril. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

SAVAGE, Mike. Classe e história do trabalho. In: BATALHA, Claudio H. M.; SILVA, Fernando Teixeira da & FORTES, Alexandre (org.). Culturas de classe: identidade e diversidade na formação do operariado. Campinas: Editora da Unicamp, 2004.

THOMPSON, E. P. Agency and choice – I (A replay to criticism). The New Reasoner, n. 5, p. 89-106, summer 1958.




Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br