Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

O novo historicismo

Stephen Greenblatt

Resumo


O tema deste artigo é o "novo historicismo", um termo forjado pelo autor para descrever um método crítico que se opõe ao formalismo descontextualizado do "new criticism" dominante. Preocupado com a inserção de objetos culturais (textos literários e outros artefatos) na história, o novo historicismo se distingue do historicismo tradicional por assumir que a intervenção individual no processo histórico é inevitável e que a crítica não pode suspender juízos de valor, nem deve abordar o passado com um espírito de veneração. Objetos culturais têm uma ressonância, isto é, um poder de evocar as forças culturais de onde elas emergiram. Eles também têm o poder de encantar, de transmitir um sentimento arrebatador de singularidade. É a interação de "ressonância" e "encantamento" que o novo historicismo busca iluminar.

Texto completo:

pdf


Direitos autorais

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br