Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

A arte engajada e seus públicos (1955/1968)

Marcos Napolitano

Resumo


Ao longo deste ensaio vou analisar a trajetória da arte engajada nos anos 60, articulando a relação entre as formas de expressão artística engajada e os públicos receptores dessas obras. Enfocarei três áreas: teatro, cinema e música popular. Apresentarei três categorias para se pensar a trajetória dessas áreas com os seus públicos. São elas: a "implosão" do público de teatro, o "fechamento" do público de cinema e a "abertura" do público de música popular. Esses três processos acabam por modificar uma estrutura relativamente homogênea caracterizada pelo personagem "jovem, estudante e de esquerda", que marcou a sociabilidade "engajada" no início dos anos 60.

Palavras-chave


Cultura brasileira

Texto completo:

pdf


Direitos autorais

 

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br