Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

A classificação dos arquivos pessoais e familiares

Ariane Ducrot

Resumo


Terá a classificação dos arquivos de indivíduos e de famílias características específicas que a torne diferente da classificação dos arquivos públicos e de outras categorias de arquivos privados? Poder-se-á continuar a aplicar, nestes casos, os princípios tradicionais de origem (ou de respeito pelo acervo) e a manter a ordem primitiva, nestes tempos em que as transformações que afetam os arquivos públicos obrigam os arquivistas a inventar outras soluções para eles? Caso a resposta seja afirmativa, quais as conseqüências que disso advirão? Em que política própria dos arquivos privados dever-se-ão inserir, para serem eficazes, as operações de classificação? Permitirão os desafios que os arquivos privados colocam atualmente diante dos arquivistas que tais operações sejam substituídas dentro de uma perspectiva de conjunto coerente? Estas são as questões que o presente trabalho procura responder, reportando-se sempre às regras práticas particulares das classificações das principais categorias de arquivos de indivíduos e famílias. (p. 151-169)

Palavras-chave


Arquivos privados

Texto completo:

pdf


Direitos autorais

Revista Estudos Históricos
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais (CPDOC) da Fundação Getulio Vargas (FGV)
 

eh@fgv.br