Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Testando as Hipóteses do Modelo de Mincer para o Brasil

Rodrigo Leandro Moura

Resumo


Várias estimativas de taxas de retorno para educação têm sido mensuradas, baseadas no modelo de Mincer. Mas algumas das hipóteses (linearidade e separabilidade), para que o coeficiente escolar ("minceriano") seja interpretado como taxa de retorno, são testadas e rejeitadas. Ao relaxar tais hipóteses, estimamos as taxas internas de retorno (Becker, 1993) e obtemos vieses que chegaram a 12 pontos percentuais em relação ao coeficiente "minceriano". Assim, a magnitude destes retornos é bem menor do que os estudos baseados no modelo de Mincer.
Em todas estimações incorporamos o desenho amostral da PNAD e corrigimos o problema de viés de seleção amostral.

Texto completo:

PDF PDF (English)


Fundação Getulio Vargas  EPGE - Praia de Botafogo 190, 11º andar - Tel.: (21) 3799-5831

 

ISSN 0034-7140 (print) ISSN 1806-9134 (online)