O efeito da assimetria de informação entre o regulador e os bancos no requerimento de capital para risco operacional

Authors

  • Angelo Miguel de Barros Universidade Católica de Brasília/CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

Keywords:

Risco operacional, requerimento de capital, programação dinâmica, jogos de informação assimétrica

Abstract

Em meio às discussões sobre o novo modelo padronizado (SMA) para requerimento de capital para risco operacional e a possível extinção dos modelos internos (AMA), este estudo analisa os efeitos da assimetria de informação (forte característica do risco operacional) nas interações entre o regulador e o banco quanto à adoção de modelos internos no formato atual. Para isso, foi utilizado o modelo adaptado de ELIZALDE e REPULLO (2007) para estudar o comportamento dos acionistas dos bancos em um modelo interno e a teoria de jogos sequenciais de informação assimétrica para avaliar a interação entre o regulador e os bancos. Os resultados indicam que o retorno a um modelo padronizado, seja pelo SMA ou pelos modelos atuais, forma uma estratégia de Equilíbrio Perfeito Bayesiano, o que explica a baixa adesão ao AMA mesmo após mais de uma década de surgimento e sugere a necessidade de se criar mecanismos para reduzir essa assimetria.

Author Biography

Angelo Miguel de Barros, Universidade Católica de Brasília/CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

ALUNO DO CURSO DE DOUTORADO EM ECONOMIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA, COM LINHA DE PESQUISA EM FINANÇAS, E GERENTE EXECUTIVO DE MODELAGEM DE RISCO OPERACIONAL DA CAIXA

Published

19-06-2019

Issue

Section

Articles