Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Uma Análise para o Efeito-Fronteira no Brasil

Erik Figueiredo, Luiz Renato Lima, Alexandre Loures, Celina Oliveira

Resumo


Este artigo analisa o efeito fronteira para o comércio internacional
brasileiro. Considera-se a equação gravitacional estrutural de Anderson
e Wincoop (2003) e as recomendações de Baldwin e Taglioni (2006,
2011). A estratégia econométrica é robusta frente ao grande número de
relações comerciais iguais a zero e as possíveis formas funcionais desconhecidas
e heterocedásticas do termo de erro aleatório. Os resultados
sugerem que o elevado efeito fronteira, largamente corroborado pela
literatura nacional, é fruto da má especificação da equação gravitacional,
em especial da não inclusão dos termos de resistência multilateral
sugeridos por Anderson e Wincoop (2003).


Palavras-chave


Comércio Internacional, Efeito-Fronteira, Modelo Gravitacional Estrutural.

Texto completo:

PDF


Fundação Getulio Vargas  EPGE - Praia de Botafogo 190, 11º andar - Tel.: (21) 3799-5831

 

ISSN 0034-7140 (print) ISSN 1806-9134 (online)