O "jeitinho" brasileiro como um recurso de poder

Autores

  • Clóvis Abreu Vieira
  • Frederico Lustosa da Costa
  • Lázaro Oliveira Barbosa

Resumo

A sociologia da burocracia parece ser um pouco avessa aos métodos da antropologia social. Esses antropólogos, sempre às voltas com estudos de parentesco, e um excêntrico gosto pelo exótico, arrepiam os estudiosos de um modelo conceptual centrado na impessoalidade e na racionalidade moderna (ocidental). A forma reciprocamente preconceituosa de se perceberem afasta os cientistas sociais (lato sensu) do caminho de uma fecunda aventura - incorporar à teoria da burocracia uma razão em confecção, própria da antropologia, para compreender os diferentes arranjos de relações humanas organizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

23-09-1982

Como Citar

Vieira, C. A., Costa, F. L. da, & Barbosa, L. O. (1982). O "jeitinho" brasileiro como um recurso de poder. Revista De Administração Pública, 16(2), 5 a 31. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap/article/view/11440

Edição

Seção

Artigos