Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

A cooperação intermunicipal nos circuitos turísticos de Minas Gerais

Fernanda Cristina da Silva, Afonso Augusto Teixeira de Freitas de Carvalho Lima, marco antonio carvalho teixeira

Resumo


Neste artigo, analisam-se os circuitos turísticos de Minas Gerais como experiência de cooperação intermunicipal. A pesquisa, de natureza predominantemente qualitativa, pode ser classificada, quanto aos fins, como descritiva e, quanto aos meios de investigação, como de levantamento e documental. Os sujeitos sociais foram agentes estratégicos da Secretaria de Turismo de Minas Gerais (Setur) e dos circuitos. Na análise dos dados, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo. Os resultados indicaram que a cooperação intermunicipal foi um processo induzido pelo estado, que buscava promover o desenvolvimento regional por meio do turismo. Concluiu-se que, apesar de os circuitos constituírem-se em espaços de cooperação, ela ainda se faz mais presente nos condicionamentos legais, tendo em vista as exigências da Setur para criação e reconhecimento dos circuitos. Ressalta-se a importância da cooperação nos circuitos também na prática, de forma que a atividade consiga desenvolver-se e gerar benefícios para os envolvidos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12660/oit.v7n1.5807

Indexações
Sumários | Latindex | Spell | Classificação Qualis/Capes: B4
 
Praia de Botafogo, 190 - sala 522, Botafogo - Rio de Janeiro/Brasil - CEP: 22250-900 |