Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Condomínios fechados, residências secundárias e o uso do espaço público pelo capital imobiliário

Kelson de Oliveira Silva

Resumo


Com a emergência do processo de internacionalização do turismo potiguar a partir da partir da implantação da primeira fase do Programa de Desenvolvimento para o Turismo no Rio Grande do Norte (PRODETUR/RN I) o fenômeno da residência secundária vem assumindo nova expressão no estado, com características distintas da fase precedente. O trabalho em questão procura analisar essa nova etapa do turismo residencial movido por demandas expressivas de europeus. O objetivo geral da pesquisa é analisar qual a relação da produção e consumo de residências secundárias com o espaço público, observando se esse tipo de alojamento turístico tem desencadeado a apropriação dos espaços públicos em benefício do capital privado. Considerando-se a magnitude que tais investimentos assumem localmente, muitas questões se colocam para a pesquisa: Como o Estado e o capital privado têm influenciado na difusão do fenômeno da residência secundária no Rio Grande do Norte? Como o mercado imobiliário tem participado no (re)ordenamento espacial do litoral oriental potiguar e na produção de novos territórios turísticos, e quais são suas consequentes implicações locais e regionais? Os procedimentos metodológicos da pesquisa foram levantamento e leitura da produção bibliográfica concernente ao tema enfocado; coleta de dados secundários no Ministério do Turismo, IBGE, IDEMA/RN, SETUR/RN, SEBRAE/RN e UFRN.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.12660/oit.v4n1.5738

Indexações
Sumários | Latindex | Spell | Classificação Qualis/Capes: B4
 
Praia de Botafogo, 190 - sala 522, Botafogo - Rio de Janeiro/Brasil - CEP: 22250-900 |