Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

Os valores e o valor da moeda: hipóteses sobre a comensurabilidade e a monetarização do impacto de projetos sociais

Eloisa Helena de Souza Cabral, Paulo de Tarso Muzy

Resumo


A experiência de monetarização de impacto de projetos desenvolvidos por organizações de interesse público ou por programas de responsabilidade social empresarial requer metodologia avaliativa que contemple os resultados expressos como fatos – ou mudanças imediatamente quantificáveis na vida das pessoas – e resultados expressos como valores – ou percepções de princípios e normas, comunicados ao longo dos projetos. O objetivo deste artigo é apresentar e discutir as hipóteses necessárias para a apropriação comensurável dos aspectos valorativos e factuais, considerando os significados sociais da moeda identificados nos circuitos de troca dos bens públicos envolvidos. A abordagem, que tem por referencial teórico as contribuições de H. Putnam e A. Sem. vale-se do diálogo com a sociologia econômica para construir indicadores mensuráveis do impacto. Como resultado, a monetarização explora o significado do impacto para a organização, em termos de custos e benefícios sociais; para os doadores, como medidas da responsabilidade social e valor agregado; e, para os beneficiários, como quantificação da mudança na percepção de valores e de atitudes. Como método para essa discussão, aplicamos esses argumentos à avaliação de um projeto social local, desenvolvido em Belo Horizonte-MG, mostrando que os valores podem ser incorporados como elementos mensuráveis e apropriados para a representação econômica do impacto.


Texto completo:

PDF


Apoio
        
Rua Jornalista Orlando Dantas, 30 - sala 107, Botafogo - Rio de Janeiro - RJ/Brasil  CEP: 22231-010 | Telefone: +55 (21) 3083-2731 | E-mai: cadernosebape@fgv.br