Mecanismos de controle na governança corporativa das empresas estatais: uma comparação Brasil e Portugal

Autores

  • Joaquim Rubens Fontes Filho FGV EBAPE
  • Carlos Francisco Alves CEF.UP

Palavras-chave:

Empresas estatais. Governança corporativa. Mecanismos de controle. Brasil. Portugal.

Resumo

Este estudo visa a identificar como mecanismos de controle externo e interno da governança corporativa, tipicamente considerados no setor empresarial privado, são aplicados ou transformados para o setor público nas empresas estatais. A partir de uma revisão do problema de agência e dos mecanismos propostos para sua mitigação no contexto empresarial, este estudo analisa a situação da governança das empre­sas estatais no Brasil e em Portugal, com vistas a comparar as soluções adotadas nos dois países e as necessidades de desenvolvimento. Além de compartilhar histórias e fundamentos culturais comuns, esses países são caracterizados como ambientes de pouca segurança aos inves­tidores e fragilidade de instrumentos de solução de litígios, por estruturas de propriedade concentradas e por mercados de capitais ainda insuficientes para pressionar o comportamento das empresas, condições que fragilizam os mecanismos de mercado de controle externo e amplificam a influência das peculiaridades das questões internas de governança das estatais. As análises apontam significativas evoluções recentes nas práticas de governança das estatais, mas identificam desafios que ainda precisam ser direcionados.

Publicado

13-03-2018

Como Citar

Fontes Filho, J. R., & Alves, C. F. (2018). Mecanismos de controle na governança corporativa das empresas estatais: uma comparação Brasil e Portugal. Cadernos EBAPE.BR, 16(1), 1-13. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/72454

Edição

Seção

Artigo Convidado