As 'artes do fazer' gestão na escola pública: uma proposta de estudo

Autores

  • Gelson Silva Junquilho
  • Roberta Alvarenga de Almeida
  • Alfredo Rodrigues Leite da Silva

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma proposta teórico-epistemológica de estudo das “artes do fazer” gestão na escola pública, contemplando o nível meso de análise. A ideia é compreender como se (re)constroem as “artes do fazer” gestão no cotidiano das práticas sociais do diretor escolar e sua comunidade escolar. Para tanto, é sugerida a abordagem de Certeau (2008), a partir da ideia de cotidiano, nele inseridos seus conceitos de “lugar”, “espaço”, “próprio”, “outro”, “estratégias” e “táticas”. Como proposta metodológica, optou-se pela pesquisa “no/do/com o” cotidiano (ALVES e GARCIA, 2002; FERRAÇO, 2007; GARCIA, 2003), baseada nos trabalho de Certeau (2008) e que ressalta um necessário “mergulho” no cotidiano estudado pelo pesquisador. Essa concepção epistemológica busca romper com o distanciamento sujeito-objeto na relação de pesquisa, bem como contribuir para um avanço da estratégia etnográfica, para além da descrição densa “sobre” o outro, mas, sim, elaborando uma descrição “com” o outro, neste caso também sujeito e não só objeto de pesquisa. Espera-se como resultado contribuir para o avanço dos estudos sobre a gestão como prática, aqui tratada como “artes dos fazer” na vida cotidiana das organizações.

Publicado

01-01-2012

Como Citar

Junquilho, G. S., Almeida, R. A. de, & Silva, A. R. L. da. (2012). As ’artes do fazer’ gestão na escola pública: uma proposta de estudo. Cadernos EBAPE.BR, 10(2), 329 a 356. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5266

Edição

Seção

Artigos