A percepção da captura política da saúde suplementar no Brasil

Autores

  • Paulo Ferreira Vilarinho

Resumo

O estudo analisa a relação público-privado do sistema de saúde suplementar no Brasil à luz da teoria institucional, analisando as ações e as estratégias percebidas dos principais atores portadores de interesse no sentido da dominação do poder público. A base empírica advém de pesquisa de campo e documentos abrangendo o período entre 2003 e 2006, voltada ao entendimento das motivações e a intensidade da captura política pelo setor privado da saúde. O estudo sugere que o setor apresenta indícios de estar no início de um processo de dominação, contribuindo para reduzir o direito dos usuários dos planos de saúde e a eficácia da agência reguladora, fortalecendo as corporações privadas de saúde em prejuízo de uma classe média consumidora de serviços longeva e com gradativa perda de renda.

Publicado

01-01-2010

Como Citar

Vilarinho, P. F. (2010). A percepção da captura política da saúde suplementar no Brasil. Cadernos EBAPE.BR, 8(4), 694 a 709. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5182

Edição

Seção

Artigos