Modelo de avaliação da estratégia ambiental: estudos no setor têxtil

Autores

  • Mônica Cavalcanti Sá de Abreu
  • Sandra Maria dos Santos
  • Gregório Jean Varvakis Rados

Resumo

O trabalho apresenta a aplicação, no setor têxtil, do modelo de avaliação da estratégia ambiental, denominado ECP-Ambiental (Estrutura-Conduta-Performance). A concepção do modelo ECP-Ambiental tem, como princípio básico, que a performance ambiental de uma empresa é o reflexo de suas práticas competitivas ou padrões de conduta ambiental, que, por sua vez, dependem da estrutura de mercado em que está inserida. A pesquisa ao setor têxtil foi realizada no ano de 2001, em empresas instaladas nos estados do Ceará e Santa Catarina, através de entrevistas diretas aos representantes das empresas da amostra selecionada. O trabalho apresenta uma ferramenta de tomada de decisão que posiciona estrategicamente as empresas em função da conduta ambiental adotada e da pressão da estrutura da indústria. A pesquisa revela a existência de três perfis de conduta ambiental, denominados de conduta fraca, intermediária e forte. Os resultados indicam que a legislação ambiental, o risco ambiental e as exigências ambientais das partes interessadas exercem uma baixa pressão ambiental sobre a estrutura da indústria têxtil. Foram, também, identificados os indicadores usados pelas empresas têxteis para a avaliação do seu desempenho ambiental. Os resultados comprovam a utilização do modelo ECP-Ambiental como uma ferramenta consistente e prática para desenvolver e integrar estratégias empresariais em um ambiente de mercado globalizado e competitivo.

Publicado

01-01-2008

Como Citar

Abreu, M. C. S. de, Santos, S. M. dos, & Rados, G. J. V. (2008). Modelo de avaliação da estratégia ambiental: estudos no setor têxtil. Cadernos EBAPE.BR, 6(1), 1 a 24. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5061

Edição

Seção

Artigos