Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

A crise, o Estado e os equívocos da administração política do capitalismo contemporâneo

Reginaldo Souza Santos, Fábio Guedes Gomes, Thiago Chagas Silva Santos, Elizabeth Matos Ribeiro, Luiz Marques de Andrade Filho

Resumo


Este trabalho tem o propósito de discutir, de maneira ampla, a crise do capitalismo contemporâneo. Além de debater, no campo teórico, as interpretações da crise, com o objetivo de apresentar nossas perspectivas, procura, também, discutir de modo mais estrutural o papel do Estado nessa crise e como ele tem sido central e funcional na administração política do capitalismo financeirizado, com fortes implicações para o processo em andamento do que chamamos de despatrimonialização social. Ademais, dedica parte da análise ao caso do Brasil, visto que o país, de certa maneira, está inserido no processo de produção e tem um protagonismo econômico em escala mundial. No fim, são feitas algumas considerações sobre nossas possibilidades futuras. Se o que estamos fazendo não interessa à maioria e precisa mudar, também não temos qualquer preparo para propor ou fazer as mudanças por meio revolucionário – conforme a proposta de David Harvey; com isso, a construção de um projeto para o nosso futuro pode ser o caminho mais adequado no momento.


Palavras-chave


Administração política; Estado; Capitalismo; Crise; Despatrimonialização social

Texto completo:

PDF (English) PDF


Apoio
        
Rua Jornalista Orlando Dantas, 30 - sala 107, Botafogo - Rio de Janeiro - RJ/Brasil  CEP: 22231-010 | Telefone: +55 (21) 3083-2731 | E-mai: cadernosebape@fgv.br