Logomarca da FGV

Repositório FGV de Periódicos e Revistas

A Organização (in)corporada: ontologia organizacional, poder e corpo em evidência

Eloisio Moulin de Souza, Alessandra de Sá Mello da Costa, Severino Joaquim Nunes Pereira

Resumo


Este artigo tem por objetivo problematizar o significado de organização por meio de uma abordagem construcionista. Para tanto, foi realizado um estudo bibliográfico sobre o tema, cujo principal objetivo é analisar as diferenças entre os debates realista e construcionista sobre a ontologia organizacional. Verifica-se que o conceito de organização se torna bem mais amplo nas abordagens construcionistas, não se limitando ao estudo de temas relacionados exclusivamente a empresas, trabalho ou indústrias. Nesse sentido, para problematizar os principais aspectos construcionistas relacionados ao conceito de organização, considera-se o estudo do corpo um dos temas pertencentes aos estudos organizacionais, correlacionando esse tema aos processos de organizing, processos estes constituídos por relações de poder que perpassam todo o corpo social, ou seja, que ocorrem além das fronteiras de uma empresa. Dessa forma, o objeto de análise dos estudos organizacionais passa a ser o organizing e não as organizações. Para entender como esses processos de organizing ocorrem, é necessário considerar que objetos, sentidos, significados, “realidades” e “verdades” são socialmente construídos e não existem a priori ou pré-discursivamente.

Palavras-chave


Ontologia. Organizing. Corpo. Construcionismo social. Poder

Texto completo:

PDF


Apoio
        
Rua Jornalista Orlando Dantas, 30 - sala 107, Botafogo - Rio de Janeiro - RJ/Brasil  CEP: 22231-010 | Telefone: +55 (21) 3083-2731 | E-mai: cadernosebape@fgv.br