O papel dos atores na formulação e implementação de políticas públicas: dinâmicas, conflitos e interesses no Programa Mais Médicos

Autores

  • Alex dos Santos Macedo Universidade Federal de Lavras
  • Valderí de Castro Alcântara Universidade Federal de Lavras
  • Luís Fernando Silva Andrade Universidade Federal de Lavras
  • Patrícia Aparecida Ferreira Universidade Federal de Lavras

Palavras-chave:

Políticas públicas, Atores, Ciclo de políticas públicas.

Resumo

Diversos atores participam dos processos de formação de políticas públicas: indivíduos, grupos ou organizações que exercem influência direta ou indireta, em diferentes momentos. Dessa forma, buscou-se mapear os atores envolvidos na formulação e implementação do Programa Mais Médicos e compreender as dinâmicas e contribuições desses atores. Para análise dessa política pública, adotou-se um estudo teórico-empírico com abordagem qualitativa e método de estudo de caso. Identificou-se como atores centrais o Governo Federal, os movimentos sociais, a mídia de massa, as redes sociais e os conselhos de medicina. No que se refere à análise do ciclo do programa, verificou-se que seus processos não foram contínuos, mas, sim, permeados por relações assimétricas e conflitantes. Na análise observou-se que as Jornadas de Junho constituíram uma janela de oportunidade para o Programa Mais Médicos; no entanto, houve diversos posicionamentos contrários a ele. Os movimentos de oposição enfeixaram-se em dinâmicas, conflitos e coalizões tanto no âmbito de atores governamentais como de atores da sociedade civil – com destaque para a relação da base aliada com os partidos contrários ao programa, em que houve processos conflituosos e recuos de ambos os lados. Conclui-se que os diversos atores participaram dos processos motivados por interesses, ideologias e objetivos diversificados. Dessa forma, os conflitos permearam todo o processo, desde a proposta do programa, o anúncio, a aprovação da lei, a chegada dos diversos médicos, até o início de suas atividades por todo o país.

Biografias Autor

Alex dos Santos Macedo, Universidade Federal de Lavras

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Valderí de Castro Alcântara, Universidade Federal de Lavras

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Luís Fernando Silva Andrade, Universidade Federal de Lavras

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Patrícia Aparecida Ferreira, Universidade Federal de Lavras

Doutora em Administração pela Universidade Federal de Lavras (2011).

Professora do Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras (DAE/UFLA)

Publicado

25-07-2016

Como Citar

Macedo, A. dos S., Alcântara, V. de C., Andrade, L. F. S., & Ferreira, P. A. (2016). O papel dos atores na formulação e implementação de políticas públicas: dinâmicas, conflitos e interesses no Programa Mais Médicos. Cadernos EBAPE.BR, 1(1), 593 a 618. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/17188