Um estudo sobre o conceito de empreendedor de políticas públicas: Ideias, Interesses e Mudanças

Autores

  • Ana Cláudia Niedhardt Capella Unesp - Universidade Estadual Paulista

Palavras-chave:

Políticas públicas, Empreendedores de políticas públicas, Mudanças em políticas públicas, Formação da agenda.

Resumo

Nas últimas décadas, a pesquisa no campo das políticas públicas tem mostrado que a ação de indivíduos (ou grupos) denominados “empreendedores de políticas públicas” constitui um aspecto central no processo de produção de políticas. Com base na análise da bibliografia teórica mais recente, este estudo tem por objetivo analisar o conceito de empreendedor de políticas públicas, investigando o papel desse importante ator em três modelos teóricos: o modelo de múltiplos fluxos de John Kingdon, o modelo de equilíbrio pontuado de Baumgartner e Jones e o modelo de coalizões de defesa de Sabatier e Jenkins-Smith. A análise mostra que há duas dimensões fundamentais na atuação dos empreendedores. Em primeiro lugar, esses atores assumem um papel importante na defesa das ideias relacionadas à definição dos problemas e à estruturação dos debates a respeito de soluções. Em segundo lugar, o empreendedor é um elemento essencial nos mecanismos explicativos sobre mudanças rápidas dos modelos de Kingdon e Baumgartner e Jones. Assim, o estudo explora as características do conceito de empreendedor de políticas públicas nesses modelos teóricos, bem como aponta os limites e contribuições do conceito para a compreensão do processo de produção de políticas públicas.

Biografia Autor

Ana Cláudia Niedhardt Capella, Unesp - Universidade Estadual Paulista

Departamento de Administração Pública

Publicado

25-07-2016

Como Citar

Capella, A. C. N. (2016). Um estudo sobre o conceito de empreendedor de políticas públicas: Ideias, Interesses e Mudanças. Cadernos EBAPE.BR, 1(1), 486 a 505. Recuperado de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/17178