Show simple item record

dc.contributor.advisorMartins, Paulo Emílio Matos
dc.contributor.authorCastro, Diana Costa de
dc.date.accessioned2012-07-30T14:14:23Z
dc.date.available2012-07-30T14:14:23Z
dc.date.issued2012-07-05
dc.identifier.citationCASTRO, Diana Costa de. Um desejo de eu[não] viver sem me notar: o museu como instituição pedagógica emancipatória. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, 2012.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/9911
dc.description.abstractMuseums are organizations which are passing trough a moment of crisis and, therefore, museology tries to redefine them, changing to attend a social function by means of democratizing culture. They leave behind the notion of temples and collections of objects to assume a role that modifies the structure of society and the cities, without a theory that addresses this new role. To overcome these contradictions is the new social goal of these organizations and their way of being and acting is the main motivation of this paper which aims to analyze how contemporary museums may constitute a primary locus for liberating praxis through its pedagogical character. We believe that contemporary museums may be 'someone' with whom society can count on their process of emancipation. For this, the role of these organizations should change; favoring democratic rather than economic issues and constitute themselves as a privileged space for emancipation by education. For this reason we make an adaptation of Paulo Freire's pedagogical method for museums, highlighting four main stages: the unveiling of self-knowledge and the reality from the exhibitions and research; critical thinking about the unveiled knowledge; transformation of the object into subject / praxis; exposure of the denounce or announcement of a better world. We believe that this process, strongly grounded in critical thinking and mediated by love (read as a human acting with respect and dialogue) can delimit the museum in its new role as a privileged place where part of the emancipatory process happens. However, contemporary museums may constitute a prime locus for emancipatory praxis through its pedagogical potential. It requires more than applying a method, but means to reformulate completely this organization structure and how it understands itself.eng
dc.description.abstractOs museus são organizações que se encontram em crise e a museologia procura redefini-los a partir de sua função social democratizante por meio da cultura. Eles deixam para trás a noção de templos e coleções de objetos para assumirem um papel que modifica a sociedade e a própria estrutura das cidades, sem uma teoria que contemple esse novo papel. Suplantar as contradições existentes é o novo objetivo social dessas organizações e sua forma de ser e agir é a principal motivação deste ensaio que tem como objetivo final analisar como os museus contemporâneos podem se constituir em um local privilegiado para a práxis libertadora por meio de seu caráter pedagógico. Acreditamos que assim os museus contemporâneos podem ser 'alguém' com quem a sociedade pode contar em seu processo emancipatório. Para isso o papel dessas organizações deve se transformar, assumindo um viés democrático em lugar de privilegiar questões econômicas e se constituindo em espaço privilegiado para educação libertadora. Para isso faz-se uma adaptação do método pedagógico de Paulo Freire para os museus, destacando quatro momentos principais: desvelamento do conhecimento de si e da sua realidade pelas exposições e pesquisas; crítica acerca do conhecimento desvelado; transformação do objeto em sujeito / práxis; exposição da denúncia ou do anúncio de um mundo melhor. Acredita-se que esse processo, fortemente embasado na crítica e mediado pelo amor possa delimitar o museu em seu novo papel como espaço privilegiado onde acontece parte do processo emancipatório. No entanto, os museus contemporâneos podem se constituir em um local privilegiado para a práxis libertadora por meio de seu potencial pedagógico se essas organizações mais do que aplicarem um método libertador se reformularem completamente.por
dc.language.isopor
dc.subjectMuseupor
dc.subjectPedagogiapor
dc.subjectEmancipationpor
dc.subjectMuseum pedagogyeng
dc.subjectPedagogyeng
dc.subjectEmancipaçãopor
dc.titleUm desejo de eu[não] viver sem me notar: o museu como instituição pedagógica emancipatóriapor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataMuseuspor
dc.subject.bibliodataFreire, Paulo - Método de educaçãopor
dc.contributor.memberOliveira, Fátima Bayma de
dc.contributor.memberGurgel, Claudio Roberto Marques


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record