Show simple item record

dc.contributor.advisorPrado Júnior, Sérvio Túlio
dc.contributor.authorLeite, Lilian Christiane Quarezemin Corrêa
dc.date.accessioned2011-12-19T16:49:51Z
dc.date.available2011-12-19T16:49:51Z
dc.date.issued2011-12-05
dc.identifier.citationLEITE, Lilian Christiane Quarezemin Corrêa. Responsabilidade social corporativa como estratégia de negócio: modelos conceituais e exemplos ilustrativos. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Internacional) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2011.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/8858
dc.description.abstractThe Corporate Social Responsibility theme has been gaining strength and attention from the corporations as well as from the civil society. The impacts of the post WWII world, globalization and development stack pollution as well as environmental and social consequences. As actors inserted in this reality, corporations also suffer the consequences of theses changes. The very role of corporations in society and the limits and reach of its attention gather new perspectives. The current conjuncture brings corporations new challenges and possibilities in the field of Corporate Responsibility. These changes have impact on the organization itself (it's goals, relationship with consumers, employees, etc.) and, as a consequence, on its strategies. Great part of Corporate Responsibility actions are based on a very narrow field – essentially a reactive posture, as a result of pressure and obligation. Nonetheless, a new approach has been on the rise, a more proactive stance: in some pioneer companies, Corporate Responsibility is viewed as a fundamental and integral part of the company strategy, generating benefits not only for society, but for the company as well. This paper initiates with an investigation on the literature on the evolution of Social Responsibility. After that, it proposes a conceptual model explaining the relationship between Corporate Reponsibility and Strategy, which exposes possible routes of integration between them. Starting from the idea that Corporate Responsibility can be approached as a strategic question capable of suficing, in different fathoms and levels, crucial points for good corporate performance. The applicability of the proposed model is demonstrated through the analysis illustrative examples of companies that have been incorporating Corporate Responsibility as an important part of its business strategy. As a conclusion, it can be deduced that when it becomes part of a formal strategy, the adoption of a responsible approach not only brings image gains, but it also generates, for the companies that practice it, tangible results, while ate the same time assuring for society a more sustainable world, with improved quality of life for everyone.eng
dc.description.abstractO tema da responsabilidade social empresarial vem ganhando força e atenção tanto das organizações empresariais quanto da sociedade civil. Os impactos do mundo pós-guerra, da globalização e do desenvolvimento somam consequências ambientais, sociais e poluição. Como atores inseridos nessas realidades, as empresas também sofrem as consequências destas mudanças. O próprio papel das organizações na sociedade e os limites e alcances de sua atuação recebem novas perspectivas. A conjuntura atual traz às empresas novos desafios e possibilidades no que se refere à Responsabilidade Corporativa. Estas mudanças têm impacto na própria organização da empresa (seus objetivos, relacionamento com consumidores, trabalhadores etc.) e, como consequência, em suas próprias estratégias. Grande parte das ações de Responsabilidade Corporativa se baseia em visões estreitas de atuação – essencialmente, uma postura reativa, como consequência de pressões e obrigações. No entanto, tem-se observado a ascensão de uma nova proposta, mais proativa: em algumas empresas pioneiras, a Responsabilidade Corporativa é vista como parte integrante e fundamental da estratégia empresarial, gerando benefícios não apenas para a sociedade, mas também para a própria empresa. O presente trabalho inicia-se com uma investigação da literatura sobre a evolução da Responsabilidade Social. Em seguida, propõe-se um modelo conceitual, relacionando Responsabilidade Corporativa e Estratégia, o qual expõe os caminhos possíveis de integração entre estes. Parte-se, portanto da ideia de que a Responsabilidade Corporativa pode ser abordada como uma questão estratégica, capaz de atender, em diferentes níveis e profundidades, pontos cruciais para o bom desempenho empresarial. A aplicabilidade do modelo proposto é demonstrada através da análise de exemplos ilustrativos de empresas que vêm incorporando a Responsabilidade Corporativa como parte integrante de sua estratégia de negócio. Como conclusão, constata-se que, quando é parte de uma estratégia formal, a adoção de uma abordagem responsável não só traz ganhos de imagem, mas também gera, para empresas que a praticam, resultados tangíveis, ao mesmo tempo em pode assegurar, para a Sociedade, um mundo mais sustentável, com melhor qualidade de vida para todos.por
dc.language.isopor
dc.subjectCorporate social responsibilityeng
dc.subjectStrategyeng
dc.subjectResponsabilidade social corporativapor
dc.subjectEstratégiapor
dc.titleResponsabilidade social corporativa como estratégia de negócio: modelos conceituais e exemplos ilustrativospor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaCiência políticapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataDesenvolvimento sustentável - Aspectos ambientaispor
dc.subject.bibliodataPlanejamento empresarialpor
dc.subject.bibliodataResponsabilidade social da empresapor
dc.contributor.memberAlves, Mário Aquino
dc.contributor.memberOliveira Junior, Moacir de Miranda


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record