Show simple item record

dc.contributor.advisorThiry-Cherques, Hermano Roberto
dc.contributor.authorMello, Luciana Heringer Freitas de
dc.date.accessioned2010-03-11T17:19:36Z
dc.date.available2010-03-11T17:19:36Z
dc.date.issued2009-12-18
dc.identifier.citationMELLO, Luciana Heringer Freitas de. Uma avaliação do impacto do treinamento na produtividade do trabalho.. Dissertação (Mestrado em Gestão Empresarial) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2009.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/4239
dc.description.abstractThe present study aimed to verify the training involved in labor productivity. The theoretical framework was based on Training, Levels of Education, Qualification and Productivity. The methodological process, based on structuralism, sought to identify and describe the underlying relationships between training and productivity in its essential elements. The study is exploratory, descriptive and explanatory. Data collection was conducted through semi-structured interviews, using saturation criterion to define the number of interviews. Managers and professionals of three large corporations placed in Rio de Janeiro were interviewed, trying to identify the relationship between labor productivity and training management. To analyze the data an array was built containing the answers of the respondents who supported the interpretation of information. The results indicate that it is not possible to establish a direct co-relation between training and labor productivity in the group studied, because: 1) training is carried out based on considerations of several areas of productivity (update techniques, assimilation, competition, maximization of performance); 2) labor productivity is rarely measured, often not even controlled; and 3) there is a conceptual confusion between performance (effort made) and productivity (result achieved).eng
dc.description.abstractA presente pesquisa teve como objetivo verificar o impacto que o treinamento causa na produtividade do trabalho. O arcabouço teórico fundamentou-se em Formação Profissional, Educação, Qualificação, Treinamento e Produtividade. O processo metodológico empregado, baseado no estruturalismo, buscou identificar e descrever as relações subjacentes entre treinamento e produtividade nos seus elementos essenciais. O estudo é exploratório, descritivo e explicativo. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas semi-estruturadas, utilizando o critério de saturação para definir o número de entrevistas. Foram entrevistados gestores e profissionais de três grandes empresas privadas do Rio de Janeiro, procurando-se identificar a relação entre a produtividade do trabalho e o treinamento gerencial. Para análise dos dados foi construída uma matriz contendo as respostas dos entrevistados, que subsidiou a interpretação das informações. Os resultados obtidos indicam que não é possível estabelecer uma correlação direta entre treinamento e produtividade do trabalho no universo pesquisado, já que: 1) o treinamento é realizado com base em considerações diversas da área de produtividade (atualização técnica, equiparação a concorrência, maximização do desempenho); 2) a produtividade do trabalho raramente é medida, muitas vezes não é sequer controlada; 3) existe uma confusão conceitual entre desempenho (esforço realizado) e produtividade (resultado alcançado).por
dc.language.isopor
dc.subjectTreinamentopor
dc.subjectProdutividadepor
dc.subjectDesempenhopor
dc.subjectTrainingeng
dc.subjectProductivityeng
dc.subjectPerformanceeng
dc.titleUma avaliação do impacto do treinamento na produtividade do trabalho.por
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataProdutividade do trabalhopor
dc.subject.bibliodataPessoalpor
dc.subject.bibliodataTreinamentopor
dc.subject.bibliodataDesempenhopor
dc.contributor.memberFontes Filho, Joaquim Rubens
dc.contributor.memberPimenta, Roberto da Costa


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record