Show simple item record

dc.contributor.advisorVergara, Sylvia Constant
dc.contributor.authorSilva, Heliana Marinho da
dc.date.accessioned2009-11-18T18:50:26Z
dc.date.available2009-11-18T18:50:26Z
dc.date.issued2006
dc.identifier.citationSILVA, Heliana Marinho da. Por uma teorização das organizações de produção artesanal: habilidades produtivas nos caminhos singulares do Rio de Janeiro. Tese (Doutorado em Administração) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2006.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/3274
dc.description.abstractThe purpose of this thesis is to support the argument that workmanship production centers don¿t represent just survival strategy of social groups marginal to economical structure. Workmanship organizations are productive schemes that survived, in a parallel way, to the industrialization process, although they don¿t have been considered by the organization theory. The knowledge reserve in administration, from the traditional approach to critical studies, increased concerns on industrial organizations and business arrangements. Nevertheless, it is possible to find in Teoria da Delimitação dos Sistemas Sociais, from Guerreiro Ramos, elements to comprehend workmanship organizations as: technology, scale and sustainability, cognition, space and relationship and time. The research methodology used was bibliographic, field and documental, regarding action-research. It comes to the conclusion that, at present time, to keep it as distinct productive schemes, workmanship organizations must be associated to tourism and culture. The production must be thematic, with territorial identity, creative and sustainable, by the management of local raw material.eng
dc.description.abstractO objetivo desta tese é defender o argumento de que os núcleos de produção artesanal não representam apenas estratégias de sobrevivência de grupos sociais, marginais ao sistema econômico. As organizações de artesanato são esquemas produtivos diferenciados que sobreviveram, paralelamente, ao processo de industrialização, embora não tenham sido consideradas pela teoria das organizações. O estoque de conhecimentos em administração, das abordagens tradicionais aos estudos críticos, concentrou preocupações nas organizações industriais e nos arranjos empresariais. Todavia, pode-se encontrar em Guerreiro Ramos, na Teoria da Delimitação dos Sistemas Sociais, elementos para a compreensão das organizações de artesanato como: tecnologia; escala e sustentabilidade; cognição; espaço e relacionamento; e tempo. A metodologia de pesquisa utilizada foi bibliográfica, documental e de campo, referenciada na pesquisa-ação. Conclui-se que, na atualidade, para se manterem como esquemas produtivos diferenciados, as organizações de artesanato devem estar associadas ao turismo e à cultura. A produção deverá ser temática, criativa, com identidade territorial e sustentável pelo manejo de matéria-prima local.por
dc.language.isopor
dc.rightsTodo cuidado foi dispensado para respeitar os direitos autorais deste trabalho. Entretanto, caso esta obra aqui depositada seja protegida por direitos autorais externos a esta instituição, contamos com a compreensão do autor e solicitamos que o mesmo faça contato através do Fale Conosco para que possamos tomar as providências cabíveis.por
dc.titlePor uma teorização das organizações de produção artesanal: habilidades produtivas nos caminhos singulares do Rio de Janeiropor
dc.typeThesiseng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EBAPEpor
dc.subject.bibliodataArtesanato - Indústriapor
dc.subject.bibliodataArtesanato - Rio de Janeiro (Estado)por
dc.subject.bibliodataDesenvolvimento organizacionalpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record