Show simple item record

dc.contributor.authorKeinert, Tania Margarete Mezzomo
dc.date.accessioned2009-10-27T17:29:04Z
dc.date.available2009-10-27T17:29:04Z
dc.date.created2004-01-01T00:00:00Z
dc.date.issued2004
dc.identifier.sici2004;25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/3172
dc.description.abstractThis research aims a) to understand the new role of the state government in the process of globalization, fragmentation weakening of Nation-state and the strengthening of the supranational level of power; 2) to fulfill the absence of updated studies on the regional level of health care management because emphasis has been given to local level; 3) to analyze reform propositions that consider recent changes in the patterns of state-society relationship and new offers of health services, in which it could be signed a great effort of regional co-ordination. It will be analyzed the role assumed by the Health Secretary of São Paulo State in the implementation of the Health Services Network specially after 2001, when de National Health Ministry published the NOAS-2001, a law that define criterias and renews the sense of regionalization. This program has the municipality as the main actor, yet the regional action could be considered strategic.eng
dc.description.abstractA pesquisa objetiva: a) compreender o novo papel dos Estados subnacionais, especialmente de nível regional, no contexto de globalização, fragmentação, enfraquecimento do estado-nação e emergência de instâncias supranacionais de poder; b) suprir a carência de estudos atuais voltados para a regionalização da gestão da saúde - dado que a ênfase vem recaindo sobre o processo de municipalização; c) analisar experiências inovadoras visando subsidiar a formulação de propostas de reforma que levem em conta as mudanças recentes no padrão de relacionamento estado-sociedade e as novas formas de provisão dos serviços de saúde, as quais demandam um maior esforço de coordenação ao nível regional. É analisado o papel desempenhado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo na implantação do processo de regionalização, especialmente a partir da promulgação, pelo MS, da NOAS-2001 - que define padrões para a regionalização da assistência, no contexto de municipalização e descentralização. O estudo detalhará as possibilidades de se estabelecer parcerias entre estados e municípios, uma vez que os primeiros estão desenvolvendo sua capacidade de coordenação e regulação no âmbito intraestadual e supramunicipal; enquanto estes últimos estão assumindo gradativamente a provisão direta e a organização dos serviços de saúde no nível municipal, ao mesmo tempo em que se unem em instâncias associativas intermunicipais.por
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseriesRelatório de pesquisa FGV/EAESP/NPP;n.25por
dc.subjectStrategic managementeng
dc.subjectGestão estratégicapor
dc.subjectGestão microrregionalpor
dc.subjectPolíticas públicas em saúdepor
dc.titleGestão estratégica de políticas públicas pelos governos subnacionais: regionalização, parceria, e cooperação intergovernamental na área da saúde no estado de São Paulopor
dc.title.alternativeStrategic management of health public policies: regionalization, partnership and intergovernmental cooperation in the state of São Pauloeng
dc.typeTechnical Reporteng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor
dc.subject.bibliodataPlanejamento estratégicopor
dc.subject.bibliodataSaúde pública - São Paulo (Estado)por


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record