Show simple item record

dc.contributor.authorVeloso, Fernando A.
dc.date.accessioned2018-12-14T11:56:56Z
dc.date.available2018-12-14T11:56:56Z
dc.date.issued2018
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/25777
dc.descriptionLink da pesquisa: http://hdl.handle.net/10438/24869por
dc.description.abstractO Brasil é menos produtivo mesmo em relação à média de países com mesma renda per capita e esse resultado está associado a diversos setores econômicos. Essa é a conclusão do estudo que fez um levantamento de 35 atividades econômicas de 39 países entre 1995 e 2009, a partir do banco de dados da Socio Economic Accounts (SEA) sobre produtividade e emprego. O estudo conclui que a renda per capita tem forte correlação com a produtividade total e com as produtividades setoriais e constata que entre os países de maior produtividade estão os EUA (com produtividade seis vezes maior que a brasileira), seguidos por Irlanda, França, Canadá e Austrália. Já o Brasil apresenta produtividade inferior aos países desenvolvidos e também em relação à média dos países de renda per capita semelhante. A pesquisa contribui para explicar a baixa produtividade brasileira, mostrando que a alocação do emprego em setores pouco produtivos é importante, mas não tanto quanto as baixas produtividades setoriais. Embora existam ganhos potenciais de uma realocação da população ocupada para setores produtivos, a baixa produtividade agregada brasileira resulta principalmente da baixa produtividade em cada um dos setores. Ou seja, trata-se de um problema sistêmico, não associado a setores específicos.por
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofThink Tank edição especial annual reportpor
dc.subjectProdutividadepor
dc.titleA baixa produtividade nacional é sistêmicapor
dc.typeVideopor
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvInstitutos::IBREpor
dc.contributor.unidadefgvDemais unidades::RPCApor
dc.subject.bibliodataProdutividade - Brasilpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record