Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorCarneiro, Jorge Manoel Teixeira
dc.contributor.authorRomani-Dias, Marcello
dc.contributor.otherFleury, Maria Tereza Leme
dc.contributor.otherLazzarini, Sérgio G.
dc.contributor.otherBulgacov, Sergio
dc.date.accessioned2018-11-21T16:00:41Z
dc.date.available2018-11-21T16:00:41Z
dc.date.issued2018-08-09
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/25711
dc.description.abstractThis study addresses the phenomenon of internationalization in higher education and is composed of three chapters. The following research question inspired the first chapter: What is the influence of characteristics (and activities) of researchers on the internationalization of the Higher Education Institutions in which they work? As the main results, I identify that the researcher's: (i) international academic experience, (ii) insertion into international collaborative networks, (iii) international co-authoring and (iv) experience in international publications, are four of the main factors at the individual level that are positively associated with the internationalization of Higher Education Institutions. The second chapter built from the Social Exchange Theory in order to address the following questions: What are the main rewards and costs that researchers perceive in their internationalization activities? How do these expectations of rewards and costs, perceived by researchers, affect their choices of international insertion? As the main results, I identify the following rewards expected by researchers: (i) professional opportunities generated from the internationalization activity, (ii) greater social approval (by the academic group of which they are part), (iii) greater autonomy in their teaching and research activities, and (iv) greater personal and professional security. On the other hand, high temporal, monetary, psychic and physical costs are among the factors that discourage researchers from seeking international insertion in their academic activity. The following question inspired the third chapter: What constitutes the internationalization of full time academic researchers ? I propose that the internationalization of the researcher can be conceptually defined as a phenomenon of four dimensions, called PRID: (i) place, (ii) relationship, (iii) impact and (iv) dissemination. The data obtained from in-depth interviews of 34 reasonably (or highly) internationalized researchers indicates that a researcher internationalizes his (her) academic activity when he (she) engages in academic activities outside his home country (place), and/or establishes relationships with academic actors outside his country (relationship), and/or achieves impact in terms of the wide use of his works (impact) and/or publishes his works in journals of international reach or in partnership with international authors (dissemination).eng
dc.description.abstractEsta Tese trata do fenômeno da internacionalização no ensino superior, e está organizada no formato de três artigos. Para a construção do primeiro capítulo parto da seguinte questão: Qual é a influência de características (e atividades) dos pesquisadores sobre a internacionalização das Instituições de Ensino Superior em que atuam? Como principais resultados, identifico que: (i) a experiência acadêmica internacional do pesquisador, sua (ii) inserção em redes de colaboração internacional, suas (iii) coautorias internacionais e sua (iv) experiência em publicações internacionais, são quatro dos principais fatores em nível de indivíduo (pesquisador) que influenciam positivamente a internacionalização da IES. Para o segundo capítulo da Tese, sob a luz da Social Exchange Theory, parto da seguinte questão: Quais são as principais recompensas e custos que pesquisadores percebem em suas atividades de internacionalização? Como estas expectativas de recompensas e custos, percebidos pelos pesquisadores, afetam suas escolhas por inserção internacional? Como principais resultados, identifico as seguintes recompensas esperadas pelos pesquisadores: (i) oportunidades profissionais geradas à partir da atividade de internacionalização, (ii) maior aprovação social (pelo grupo acadêmico de que fazem parte), (iii) maior autonomia em suas atividades de ensino e pesquisa e (iv) maior segurança pessoal e profissional. Por outro lado, os elevados custos temporais, monetários, psíquicos e físicos estão entre os fatores que desestimulam os pesquisadores a buscarem inserção internacional em sua atividade acadêmica. Para o terceiro capítulo da Tese, parto da seguinte questão: O que constitui a internacionalização de pesquisadores acadêmicos em tempo integral? Proponho que a internacionalização do pesquisador pode ser definida como um fenômeno de quatro dimensões, denominadas PRID: (i) lugar ou local (place), (ii) relacionamento (relationship), (iii) impacto (impact) e (iv) disseminação (dissemination). Baseado no modelo PRID proponho uma definição para a internacionalização de pesquisador: Um pesquisador internacionaliza sua atividade acadêmica quando se engaja em atividades acadêmicas fora de seu país natal ou de residência, e/ou estabelece relações com atores acadêmicos fora de seu país, e/ou atinge impacto científico internacional por meio de suas publicações (pelo amplo uso de suas obras) e/ou publica suas obras em periódicos de origem internacional, ou em parceria com autores internacionaispor
dc.language.isoeng
dc.subjectInternationalization in higher educationeng
dc.subjectInternationalization of higher educationeng
dc.subjectInternational educationeng
dc.subjectFaculty internationalizationeng
dc.titleInternationalization in higher education: the fundamental role of facultyeng
dc.typeThesiseng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataEnsino superiorpor
dc.subject.bibliodataEducação e globalizaçãopor
dc.subject.bibliodataEducação internacionalpor
dc.subject.bibliodataUniversidades e faculdadespor
dc.subject.bibliodataPesquisadorespor
dc.rights.accessRightsopenAccesseng


Arquivos deste item

Thumbnail
Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples