Show simple item record

dc.contributor.advisorCobra, Marcos
dc.contributor.authorBiscola, Paulo Henrique Nogueira
dc.date.accessioned2010-04-20T20:51:26Z
dc.date.available2010-04-20T20:51:26Z
dc.date.issued2006-02-13
dc.identifier.citationBISCOLA, Paulo Henrique Nogueira. Valor percebido pelo consumidor: um estudo exploratório em relação às lojas onde realiza compras de alimentos. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2006.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/2282
dc.description.abstractNo Brasil, os varejos de grande escala estão perdendo espaço para os formatos menores como pequenos supermercados, mercadinhos, feiras, padarias, entre outros. Além disso, a inflação baixa e os preços sem grandes diferenças nos vários formatos de varejo criaram opções para os consumidores comprarem em várias lojas. Estes buscam realizar suas compras em locais que diminuam o ônus e aumentem o bônus na realização das compras. Portanto, os diversos formatos varejistas devem adquirir conhecimento a respeito do que os seus consumidores percebem como sacrifício (o ônus) ou benefício (o bônus) destas atividades, para poderem oferecer proposições mercadológicas coerentes com as demandas existentes. Para oferecer subsídios para melhor compreensão desse fenômeno, formulou-se o seguinte problema de pesquisa: quais os ônus e bônus que os consumidores percebem existir na escolha de um determinado formato de loja para realizarem suas compras de alimentos? Uma revisão do conhecimento a respeito de valor percebido e de seus antecedentes se fez necessária para responder a essa questão. A qualidade percebida e o sacrifício percebido (esforços e riscos) foram estudados. Também foi efetuado um estudo da evolução dos modelos de valor percebido apresentados ao longo dos anos, com o intuito de estabelecer o relacionamento dos construtos e variáveis presentes nos modelos. Uma pesquisa exploratória foi conduzida junto a consumidores destes estabelecimentos em uma média cidade brasileira que possui em seu território a diversidade de formatos varejistas presentes no país. Foram feitas entrevistas em profundidade com 51 donas-de-casa que realizam a compra de alimentos de suas residências e têm escolaridade acima da 4ª série, sendo 26 de baixa e 25 de alta renda. Os resultados apontaram a grande preocupação das consumidoras principalmente com a questão do preço e do tempo de viagem (proximidade), os quais são considerados como dois esforços pela literatura. Os valores de Holbrook (1999) também foram analisados segundo a ótica das consumidoras. Além do tempo de viagem, os outros esforços não-monetários de tempo foram categorizados, sendo que um dos mais destacados foi o tempo de espera (filas), seguido pelos tempos de compra e de monitoramento. Diversos riscos foram percebidos pelas consumidoras de alimentos, destacando-se aqueles relacionados tanto à loja varejista quanto aos produtos comprados, bem como outros associados à manipulação dos produtos pelos varejistas. Os diversos formatos varejistas apresentaram peculiaridades, sendo que as consumidoras se valem desses atributos positivos e negativos para realizarem suas escolhas. Muitas delas estão pautadas também nas características sócio-econômicas e nos recursos disponíveis às pessoas para que consigam ter acesso aos tipos de lojas. Na conclusão do trabalho são apresentadas limitações e sugestões para novas pesquisas.por
dc.description.abstractIn Brazil, big food retails are losing space to small formats like, among others, small supermarkets, traditional retailers, street formats, and bakeries. Besides, the low inflation and the prices without high differences among the retailing formats created options to the consumers that can buy in several stores. These consumers try to do their shopping in places where the onus is decreased and the bonus is increased. So, the different retail formats should acquire knowledge about what their consumers perceive as sacrifice (the onus), or benefit (the bonus) of these activities, to offer marketing propositions coherent with the existent demands. To offer information in order to enhance this phenomenon comprehension, the following research problem was presented: what are the onus and bonus that consumers perceive in the choice of a kind of store format to do theirs food s shopping? A knowledge review about perceived value and its antecedents was necessary to answer this question. The perceived quality and the perceived sacrifice (efforts and risks) were studied. A study about the evolution of the perceived value models presented through the years was also conducted to set up the relationship of the constructs and the variables that form these models. An exploratory research was conducted with consumers of these retails in a medium Brazilian city that has in its territory the various retail formats existing in this country. In- depth interviews were done with 51 households who do their home s food shopping and have at least four years of formal education; they were divided into 26 women of low income and 25 of high income. The results showed that the consumer s mainly preoccupation was with the issues of price and travel time (proximity), that are considered as two efforts by the literature. The Holbrook s (1999) values were also analyzed according to the consumer s view. Besides travel time, the others non-monetaries time efforts were categorized, and one of the most prominent was the waiting time (lines), followed by shopping time and monitoring time. Various risks were perceived by food s consumers, and were highlighted those related with retailing and bought products, and also others associated with the product s that are handled by the retailers. The different retail formats presented peculiarities, and the consumers use these positives and negatives attributes to do their choices. Most of these are based on socio- economics characteristics and on the available resources to access some kinds of stores. In the work s conclusion limitations and suggestions for new researches are presented.eng
dc.language.isopor
dc.subjectPerceived valueeng
dc.subjectOnus and bonuseng
dc.subjectPerceived qualityeng
dc.subjectPerceived sacrificeeng
dc.subjectPerceived riskeng
dc.subjectValor percebidopor
dc.subjectÔnus e bônuspor
dc.subjectQualidade percebidapor
dc.subjectSacrifício percebidopor
dc.subjectRisco percebidopor
dc.titleValor percebido pelo consumidor: um estudo exploratório em relação às lojas onde realiza compras de alimentospor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaAdministração de empresaspor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataValor (Economia)por
dc.subject.bibliodataComportamento do consumidorpor
dc.subject.bibliodataQualidade dos produtospor
dc.subject.bibliodataMarketingpor
dc.subject.bibliodataComércio varejistapor
dc.contributor.memberLima Filho, Dario de Oliveira
dc.contributor.memberLimeira, Tânia Maria Vidigal


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record