Show simple item record

dc.contributor.authorFeitosa, Arnaldo Barros
dc.contributor.authorSilva, Pablo Rogers
dc.contributor.authorSilva, Dany Rogers
dc.date.accessioned2017-09-26T13:36:30Z
dc.date.available2017-09-26T13:36:30Z
dc.date.issued2014
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/18841
dc.description.abstractO objetivo desta pesquisa consiste em diagnosticar vieses cognitivos e motivacionais em gestores de uma empresa do setor de construção civil brasileira. Para isso, 84 questionários com instrumentos selecionados na literatura sobre processo decisório foram respondidos. Os principais resultados constataram-se que os gestores: (1) são excessivamente confiantes em suas estimativas; (2) parecem mais otimistas que outros grupos de agentes econômicos; (3) são amplamente influenciados por âncoras em suas estimativas. Os resultados corroboram evidências empíricas emanadas da literatura sobre heurísticas e vieses, particularmente, com conceitos da Teoria do Prospecto e contrapõem-se aos conceitos oriundos da Teoria da Utilidade Esperada.por
dc.language.isopor
dc.publisherCentro de Estudos em Finanças (GVcef)
dc.subjectTeoria da utilidade esperadapor
dc.subjectTeoria do prospectopor
dc.subjectHeurísticaspor
dc.subjectViesespor
dc.titleA influência de vieses cognitivos e motivacionais na tomada de decisão gerencial: evidências empíricas em uma empresa de construção civil brasileirapor
dc.typePapereng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataProcesso decisório - Aspectos psicológicospor
dc.subject.bibliodataAdministração financeirapor
dc.subject.bibliodataGerentes - Condutapor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record