Mostrar registro simples

dc.contributor.authorRuediger, Marco Aurélio
dc.contributor.authorGrassi, Amaro
dc.contributor.authorFalconiery, Andressa Fioravanti
dc.contributor.authorOliveira, Wagner
dc.date.accessioned2017-08-21T20:30:00Z
dc.date.available2017-08-21T20:30:00Z
dc.date.issued2016-03-30
dc.identifier.isbn978-85-68823-35-4
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/18667
dc.description.abstractNos últimos anos, verifica-se, nas esferas federal e estadual, um crescimento da despesa pública sistematicamente acima da receita. Na cidade do Rio de Janeiro, tal fato também se evidencia. O gráfico abaixo mostra os valores reais (trazidos a preços de 2016) da despesa empenhada total e da receita arrecadada total da cidade, de 2008 a 2015, revelando que dos oito anos analisados, em apenas dois a receita foi superior à despesa (2009 e 2010). Nos três últimos anos, a diferença foi sempre negativa (despesas maiores que receitas). Se somarmos a despesa real de 2009 a 2012 (mandato anterior) e deduzirmos da receita real no mesmo período, a diferença é positiva e de R$ 54 milhões. Por outro lado, se fizermos o mesmo cálculo para o último mandato (2013-2015), teremos uma diferença negativa de R$ 1,7 bilhão. Até o momento da realização da pesquisa, a despesa paga (incluindo restos a pagar) já superava em 3,3% a receita arrecadada. Essa situação tem implicações para o crescimento da dívida, o que será mostrado adiante.por
dc.language.isopor
dc.publisherDAPPpor
dc.subjectRuediger, Marco Auréliopor
dc.subjectOrçamento municipal - Rio de Janeiropor
dc.subjectTransparência orçamentáriapor
dc.titleOrçamento municipal: Rio de Janeiropor
dc.typeReporteng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.subject.areaFinançaspor
dc.contributor.unidadefgvDemais unidades::DAPPpor
dc.subject.bibliodataOrçamento municipal - Rio de Janeiro (RJ)por


Arquivos deste item

Thumbnail
Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples