Show simple item record

dc.contributor.advisorFranzese, Cibele
dc.contributor.authorAlves, Helder
dc.date.accessioned2016-12-30T17:12:36Z
dc.date.available2016-12-30T17:12:36Z
dc.date.issued2016-12-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/17703
dc.description.abstractDesde a década de 1970, a atuação dos órgãos de controle externo aos executivos públicos passou a sofrer alterações de enfoque na direção de um olhar mais ampliado, integrado e avaliativo. A auditoria operacional é um dos principais instrumentos dados a avaliar o desempenho estatal que foram desenvolvidos desde então, mas requer uma ampliação de competências técnicas e uma mudança de paradigma. Hoje, no Brasil, a prática da auditoria operacional conta com suporte normativo, mas sua execução ainda pode ser considerada incipiente, pois o potencial de contribuição dos órgãos de controle externo para a melhoria da gestão e a otimização da utilização dos recursos públicos fica limitado pelos desdobramentos negativos das deficiências administrativas dos próprios auditados.por
dc.language.isopor
dc.subjectAuditoria operacionalpor
dc.subjectControle internopor
dc.subjectEficiênciapor
dc.subjectEficáciapor
dc.subjectEfetividadepor
dc.subjectEconomicidadepor
dc.subjectAvaliaçãopor
dc.subjectAuditoria de conformidadepor
dc.titleAuditoria operacional no setor público brasileiro: particularidades e desafiospor
dc.typeTechnical Reporteng
dc.subject.areaAdministração públicapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataAuditoria internapor
dc.subject.bibliodataBrasil. Tribunal de Contaspor
dc.subject.bibliodataPolíticas públicaspor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record