Show simple item record

dc.contributor.authorLúcio, Clemente Ganz
dc.date.accessioned2016-08-22T19:47:17Z
dc.date.available2016-08-22T19:47:17Z
dc.date.issued2008
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/16779
dc.description.abstractNos 10 anos percorridos de 1998 a 2007, a renda real per capta brasileira – indicador do potencial de riqueza do país - teve crescimento de 13,56 %. Dividindo-se o período em dois qüinqüênios, observa-se que, nos primeiros cinco anos (1998 -2002), o crescimento correspondeu a 1,2%, enquanto no qüinqüênio seguinte (2003-2007), o crescimento foi de 12,42%. Neste qüinqüênio, a renda real per capta apresentou um resultado negativo, enquanto naquele, os resultados negativos ocorreram em três anos. Resultados econômicos significativamente distintos para os trabalhadores brasileiros os observados nestes desempenhos qüinqüenais. Certamente, as explicações econômicas, conjunturais e estruturais são diversas e serão aprofundadas neste seminário. Não obstante, queremos apresentar aqui algumas reflexões baseadas na dinâmica recente da economia brasileira e, em particular, do mercado de trabalho brasileiro, e seus desafios, como contribuição ao tema. Por fim, apresentamos a Agenda dos Trabalhadores pelo Desenvolvimento, que traz, de forma detalhada, os investimentos econômicos, políticos e sociais que os trabalhadores oferecem para o debate com a nação.por
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofseriesEESP - Fórum de Economia;05por
dc.titleCrescimento econômico e investimento o necessáriopor
dc.typePapereng
dc.subject.areaEconomiapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EESPpor
dc.subject.bibliodataDesenvolvimento econômicopor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record