Show simple item record

dc.contributor.advisorSarfati, Gilberto
dc.contributor.authorKikko, Vanessa
dc.date.accessioned2012-10-29T17:11:42Z
dc.date.available2012-10-29T17:11:42Z
dc.date.issued2012-10-23
dc.identifier.citationKIKKO, Vanessa. O futuro da indústria da música no Brasil. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Internacional) - FGV - Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2012.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10438/10173
dc.description.abstractThe music industry has been facing great changes in the past years. Although the sector has always showed to be very dynamic, especially with the constant rise of new technologies, the current trend seems to be substantially different from the previous ones. The first technologies such as cassettes and vinyl LP’s, started to lose their shares to CD’s when it was introduced in the market in the beginning of the 80’s (PIKAS, PIKAS, & LYMBURNER, 2011). However, the way the business worked, remained the same. The record labels were still the big players in the sector, and did not face any external competition. This scenario changed in the end of the 20th century. MP3 files, which were developed in 1989 but did not reached in large scale the American market until 1999, started to gain more popularity (PIKAS, PIKAS, & LYMBURNER, 2011). With that popularity, also came the illegal online downloading and huge losses to the record labels. Given this dynamic characteristic, the purpose of this work is to analyze not the present or the current trends of this industry, but instead prospect possible future scenarios for the next years in Brazil. In other words, show different possibilities of how the industry can look like in the next years. Thus, this work will use the scenario planning methodology, and interviews with experts in the field to help unfolding these alternative scenarios.eng
dc.description.abstractA indústria da música tem enfrentado grandes mudanças e transformações nos últimos anos. O setor sempre se caracterizou por ser muito dinâmico, especialmente com o constante advento de novas tecnologias. Contudo, a tendência atual tem se demonstrado substancialmente diferente das passadas. As primeiras tecnologias como as fitas cassetes e discos de vinil começaram a perder espaço para o CD quando este foi introduzido no mercado no início dos anos 80 (PIKAS, PIKAS, & LYMBURNER, 2011). Contudo, o modelo de negócio da indústria permaneceu o mesmo, as grandes gravadoras continuavam a ser os grandes players do setor, e não enfrentavam competições externas. Este cenário mudou no final do século XX. Os arquivos de MP3, que foram desenvolvidos em 1989, mas que não alcançaram grande escala no mercado Americano até 1999, começaram a ganhar popularidade (PIKAS, PIKAS, & LYMBURNER, 2011). Aliada a esta popularidade, surgem também os downloads ilegais de arquivos e grandes perdas financeiras para as grandes gravadoras. Dado este cenário dinâmico e indefinido, este trabalho propõe focar-se no futuro da indústria da música e não nas tendências atuais ou passadas. O objetivo é prospectar e analisar possíveis cenários futuros para os próximos anos no Brasil. Em outras palavras, mostrar diferentes possibilidades e características que o setor possa apresentar em alguns anos. Para isso, este trabalho usará a metodologia de cenários prospectivos, além de entrevistas com experts da indústria que possibilitarão o desenvolvimento e a descoberta destes possíveis cenários.por
dc.language.isopor
dc.subjectIndústria da músicapor
dc.subjectCenários prospectivospor
dc.titleO futuro da indústria da música no Brasilpor
dc.typeDissertationeng
dc.subject.areaCiência políticapor
dc.contributor.unidadefgvEscolas::EAESPpor
dc.subject.bibliodataIndústria musical - Brasilpor
dc.subject.bibliodataMúsica - Inovações tecnológicaspor
dc.contributor.memberDana, Samy
dc.contributor.memberPrado Júnior, Sérvio Túlio


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record